Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
06/11/17

Nota do Sindecon-SP: Em favor dos economistas

A nota do sindicato paulista remonta à história da categoria e de quanto é importante a unidade em defesa do bem maior de todas as entidades representativas: o(a) profissional de economia.

 

A relação institucional entre o Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo (Sindecon-SP), o Conselho Regional de Economia das 2ª. Região (Corecon-SP) e a Ordem dos Economistas do Brasil (OEB) sempre primou pela colaboração, cortesia, respeito e ajuda mútua, e continuará a ser assim, porque os economistas de São Paulo assim merecem.

Em 11/01/1947, quando fundada a entidade que hoje é a OEB, lá estavam os diretores do Sindicato para contribuir. Em 09/05/1953, a diretoria do Sindecon-SP deu posse aos conselheiros que formaram o primeiro Plenário do Corecon-SP. E era o Sindicato quem escolhia os conselheiros, até 1978, quando as eleições passaram a ser diretas, com voto dos Economistas registrados e em dia com suas anuidades.

Nessas sete décadas, cada entidade desempenhou a sua missão, mas as três sempre estiveram em harmonia, procurando elevar o bom conceito da profissão, manter e ampliar o mercado de trabalho e dar guarida aos anseios da categoria dos economistas.

De uns tempos para cá, o Sindecon-SP tem sido alvo de atos de agressão, injúria, difamação, mentiras e aleivosias que não se explicam no âmbito institucional, senão pelo desvio individual de quem deveria ater-se à verdade e ter equilíbrio, em especial no momento difícil pelo qual passa o nosso país e a profissão do economista.

Por isso, estamos separando o que é pessoal, motivado por razões que boa parte da classe já conhece, daquilo que é o relacionamento das três entidades, que devem ser valorizadas pelo seu passado e por aquilo que poderão ser no futuro.
É óbvio que aqueles que tentaram ou tentarem macular o excepcionalmente bom nome da entidade e causar-lhe prejuízos materiais será responsabilizado pelo sindicato.

Mas isso não significa que a Diretoria do Sindecon-SP vá deixar de trabalhar em conjunto com todos aqueles que, sendo integrantes do Plenário do Corecon-SP ou da diretoria da OEB, demonstrem boa-fé, princípios éticos, honestidade, respeito às pessoas e às instituições, serenidade, bom senso e dedicação verdadeira às causas da categoria.

Os economistas de São Paulo e do Brasil podem contar, sempre, com os seus colegas, membros da diretoria do Sindecon-SP.

São Paulo, 23 de outubro de 2017
Pedro Afonso Gomes, Presidente
Waldir Pereira Gomes, Vice-Presidente Institucional
Carlos Alberto Safatle, Vice-Presidente Administrativo e Financeiro
José Roberto de Araújo Cunho Junior, Vice-Presidente Sindical
José Marcos de Campos, Vice-Presidente Técnico
José Augusto Pereira, Vice-Presidente de Benefícios
Gilson de Lima Garófalo, Vice-Presidente de Comunicação
Carlos Eduardo Soares de Oliveira Junior, Diretor
José Gilberto Truschi, Diretor
Luiz Fernando Azzoni Farignoli, Diretor
Nancy Goreti Gorgulho Chaves Braga, Diretora
Eduardo Rocha Silveira Junior, Diretor
Gil Marcos Clarindo dos Santos, Diretor
José Aníbal Gonçalves de Almeida, Diretor

 

Comunicação CNTU

 

Leia também





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.