Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
29/01/18

FSM 2018: Bahia deve reunir 50 mil pessoas em defesa do SUS

Conselho Nacional de Saúde (CNS) participou de reunião preparatória do Fórum Social Mundial (FSM), no dia 19 último, na capital baiana. O evento internacional acontece de 13 a 17 de março, em Salvador.

A atividade contou com a participação de diversas entidades e representantes dos movimentos sociais, em pauta as ações do FSM, que vai trazer ativistas, pesquisadores e gestores de várias partes do mundo para debater uma agenda global de desenvolvimento.

Os conselheiros nacionais de saúde Nelcy Ferreira e Geordeci Menezes, além de Ronald dos Santos e Neide Rodrigues, respecitvamente presidente e secretária executiva do CNS, participaram da reunião. Na oportunidade, o conselho colocou em debate as principais pautas diante dos recentes retrocessos nas políticas de saúde no País.

O FSM tem a expectativa de reunir cerca de 160 países diferentes. O CNS está preparando rodas de conversa, debates e palestras que vão acontecer nos espaços da Universidade Federal da Bahia (UFBA), enfatizando a importância do controle social para a democracia e para o desenvolvimento das políticas públicas.

Durante o evento internacional, será inaugurada a 16ª Conferência Nacional de Saúde, agendada para 2019 pela resolução nº 518 do CNS, mas sem data marcada. O objetivo é projetar para as várias nações um dos maiores eventos de participação social do Brasil. “Vamos mostrar para o mundo como funcionam as nossas conferências e processos participativos”, disse o presidente do CNS, Ronald dos Santos.

SUS e população negra
A Década Internacional dos Afrodescendentes (2015 a 2024), estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), foi mencionada por Ubiraci Matildes de Jesus, que coordena o Fórum Nacional de Mulheres Negras. Ela destaca a necessidade de enfatizar os debates com recortes de gênero, raça e etnia na saúde. “A população negra está vulnerável no atendimento do SUS. O Fórum também precisa denunciar internacionalmente a ausência de políticas públicas para a população negra”, afirmou.

Nesse processo, para ela, articular movimentos sociais com o CNS é fundamental. “Com a participação do CNS na organização, vamos ter um avanço considerável na articulação com o poder público. Nós vamos juntar personalidades nacionais e internacionais para discutir temas importantes para a sociedade brasileira”, afirmou. O Fórum Social Mundial 2018 é aberto ao público. As inscrições acontecem em www.wsf2018.org.

Comunicação CNTU
Fonte: Assessoria de Comunicação do CNS 

Leia também





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

13/03/2018 - 17/03/2018
Fórum Social Mundial
 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.