ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
23/05/18

Privatização da Eletrobras: ruim para os trabalhadores e para todos

Em reunião nesta quarta (23) da Frente Parlamentar da Engenharia, presidente da FNE e da CNTU, Murilo Pinheiro, reafirmou posição contrária das entidades à entrega do patrimônio público à iniciativa privada.

 

Em reunião hoje (23) na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), a Frente Parlamentar Mista da Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional, presidida pelo deputado federal Ronaldo Lessa (PDT-AL), colocou em pauta a pretensão do governo federal de privatizar a Eletrobras. No ensejo, Murilo Pinheiro, presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) – que também está à frente da CNTU –, reafirmou a posição das entidades contra a entrega do patrimônio público à iniciativa privada, em favor da retomada do crescimento socioeconômico nacional.

“Não é o momento da privatização da empresa, que detém muito poder na geração de energia. É ruim para os trabalhadores e para todos os cidadãos brasileiros. É momento de discutir oportunidades, desenvolvimento, trabalho. É extremamente importante debater esse assunto, sendo que mais essa privatização traria grandes problemas para o País. É nossa maior empresa de energia. Precisamos trazer o presidente da Eletrobras e as equipes das usinas, questionar o valor que está sendo colocado para venda, muito abaixo do que vale, em detrimento do patrimônio nacional”, destacou, colocando a FNE e sindicatos a ela filiados à disposição para atuação no sentido contrário ao pretendido pelo governo.

Reportagem publicada na última edição do jornal Engenheiro, da FNE, intitulada Privatizar a Eletrobras é mau negócio para o País, aponta uma série de implicações com o Projeto de Lei 9.463/2018, que desestatiza a empresa – e tramita atualmente em uma comissão especial. O tema era objeto também da Medida Provisória 814/2017, mas ontem (22) o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu não colocá-la em votação.

Entre os questionamentos em relação à privatização está o preço de venda. A previsão de arrecadação ao Tesouro, como indica na matéria o engenheiro José Antonio Latrônico Filho, representante da FNE nas negociações coletivas com a empresa e presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas (Abee), é de R$ 12,2 bilhões, ante ativos da estatal que podem chegar a R$ 350 bilhões, segundo dados do mercado. A Eletrobras é a maior holding de energia da América Latina e responde por 31% da geração no Brasil e 47% da transmissão. Por isso mesmo, os valores vêm sendo contestados por técnicos, políticos e juristas.

 

Soraya Misleh/Comunicação FNE





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

25/10/2018
Dia do Odontologista
11/12/2018
Dia do Engenheiro
 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.