ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
feed-image RSS
11/12/18

Mobilização em todo o País contra extinção do Ministério do Trabalho

Sindicalistas veem medida como grave retrocesso, na contramão da valorização e fortalecimento da Pasta, como defendem há tempos.

Aconteceram hoje (11), em todo o País, atos em defesa do Ministério do Trabalho (MTE), que está ameaçado de extinção. Nas capitais paulista e gaúcha, os protestos ocorreram em frente às Superintendências Regionais do Trabalho. Conforme anunciado pelo coordenador da transição Onyx Lorenzoni, que deve ser o chefe da Casa-Civil de Bolsonaro, as funções da Pasta serão fatiadas entre os ministérios da Justiça, Economia e Cidadania.

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves (Juruna), disse à Agência Sindical que a manifestação objetiva "mostrar a indignação do movimento sindical". Ele enfatizou: "A extinção do MTE significa um grave retrocesso, pois afetará todos os trabalhadores. É uma forma de precarizar, ainda mais, as relações trabalhistas."

Os detalhes da manifestação nacional foram definidos em reunião na última sexta-feira (7), em São Paulo. No encontro, o diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Clemente Ganz Lúcio, alertou que a proposta da Carteira de Trabalho verde e amarela sinaliza o aprofundamento da precarização das relações de trabalho.

Em entrevista à Agência Sindical, ele destacou que, com a extinção do MTE, "o trabalho perde o protagonismo na formulação da política de desenvolvimento". "Simbolicamente, a extinção do Ministério talvez seja o coroamento desse processo de desmobilização", afirmou.

Para Ganz Lúcio, o desmonte da Pasta já vem de muito tempo, turbinado por ações concretas como a retirada da ultratividade (validade de um acordo ou convenção coletiva mesmo encerrado seu prazo de validade), terceirização irrestrita e a reforma trabalhista, que corroboraram com o esvaziamento.

A CNTU e o movimento sindical como um todo defendem há tempos a valorização e fortalecimento do MTE, ou seja, o oposto do que é anunciado como pretensão do governo que assume em 1º de janeiro.

 

Fontes: Agência Sindical e sites de centrais sindicais

Foto: Central Única dos Trabalhadores-RS

 



+ Notícias

Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.