ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed              yt ico
18/08/14

A “bancada sindical”

João Guilherme Vargas Netto, consultor sindical

A unicidade sindical impede institucionalmente a partidarização dos sindicatos. No âmbito do Congresso e na vida política em geral exige-se a primazia e até mesmo a exclusividade dos partidos

18082014-143335-50e10d9ff40fa57d3d1a07fa06625534l18082014-143335-50e10d9ff40fa57d3d1a07fa06625534l

Confesso que não dou muito valor à pregação do DIAP sobre a “bancada sindical” de deputados e senadores no Congresso Nacional.

É claro que se pode sempre estabelecer uma lista daqueles que se iniciaram na vida pública militando em sindicatos de trabalhadores ou foram diretores de entidades em alguma ocasião. Mas esse grupo significa o quê? Serão os defensores únicos da pauta trabalhista? Serão os articuladores de alianças congressuais capazes de impedir derrotas e garantir vitórias? Duvido muito.

Lembra-me a luta acirrada durante o ano de 1983 contra os decretos-leis de arrocho salarial da ditadura que fim dava. O deputado que protagonizou esta luta, Luiz Henrique, era até então um desconhecido de Santa Catarina, com uma carreira burocrática no Dops regional e completamente jejuno em questões trabalhistas e sindicais. Mas, encarnando o sentimento democrático da sociedade e apoiado pelo seu partido, o PMDB e pela unidade de ação do movimento sindical (principalmente paulista, como foi demonstrado na greve geral de 21 de julho), levou o Congresso Nacional a derrotar, pela primeira vez, um decreto-lei da ditadura.

A unicidade sindical impede institucionalmente a partidarização dos sindicatos. Como no âmbito do Congresso e na vida política em geral exige-se a primazia e até mesmo a exclusividade dos partidos, a “bancada sindical” é uma contradição em termos, corporativa e divisionista. Não vota unida, pelo contrário e é indutora de atitudes isolacionistas.

No entanto, ao longo do tempo e isto é o mais visível, um deputado ou um senador de individualidade forte, um dos “cabeças do Congresso” do DIAP, desempenha melhor o papel de uma verdadeira bancada sindical; cito dois exemplos que são incontestáveis: o senador Paulo Paim e o deputado Paulinho da Força, que agregam apoios, impedem retrocessos e conseguem vitórias.

 



+ Artigos

Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

11/12/2019
Dia do Engenheiro
 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.