Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
feed-image RSS
14/02/17

Centrais convocam 'Dia Nacional de Lutas com Greves'

Centrais sindicais convocam Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações contra a Reforma da Previdência no dia 15 de março. Trabalhadores da educação já haviam decidido, em assembleia, paralisação nessa data.

Foto: Beatriz ArrudaFoto: Beatriz Arruda

As centrais sindicais decidiram, em reunião realizada na segunda-feira (13/2), convocar uma paralisação nacional no dia 15 de março, chamado de Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações contra a Reforma da Previdência. A data é a mesma da greve geral convocada inicialmente pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que conta com o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee).

O objetivo da reunião foi organizar um movimento de pressão sobre o Congresso para que ele não aprove a PEC 287, proposta de emenda à Constituição que reforma a Previdência Social e revoga direitos históricos da classe trabalhadora.

Diversas ações são esperadas por entidades e sindicatos tanto do setor da educação quanto de outros, contra as reformas previdenciária e trabalhista. Estão previstas para os próximos dias manifestações em aeroporto e bases eleitorais dos deputados. Na semana passada, a Câmara instalou uma comissão especial para avaliar a proposta.

"A unidade de luta é fundamental contra este que é o maior ataque aos direitos dos trabalhadores", afirma o presidente da CUT, Vagner Freitas. "É preciso organizar a sociedade brasileira, alertar as pessoas sobre o real objetivo das mudanças que afetam toda a classe trabalhadora."

Na reunião de ontem, lideranças da CTB, CUT, Força Sindical, UGT, Nova Central Sindical e CSB também chegaram a um acordo sobre o mote que unifica todas as entidades: “Nenhum direito a menos” - que vem sendo utilizado nas mais recentes mobilizações.

“Além de reduzir direitos e benefícios, sempre em detrimento dos mais pobres, a reforma ameaça a economia de milhares de pequenos municípios brasileiros, que dependem das aposentadorias e pensões, e abre caminho à privatização do sistema, cobiçado pelo sistema financeiro”, disse o presidente da CTB, Adilson Araújo.

A reunião definiu uma agenda de lutas, abaixo:

14/2 – 14h – reunião das comissões no Congresso, em Brasília

20/2 – Manifestação e pressão nos aeroportos junto aos parlamentares

21/2 – Mobilização e visitas às presidências da Câmara e do Senado

15/3 – Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações contra a Reforma da Previdência


Com agências



+ Notícias

Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.